O protocolo da confiança

Blockchain é uma tecnologia associada aos parâmetros de segurança digital, que organiza registros de dados distribuídos e compartilhados em transações de mercado. Esses dados são, devido a tal organização, protegidos contra violações ou manipulações de quaisquer espécies.

O nome Blockchain (corrente de blocos) vem do fato de que os dados das transações realizadas por um empresa, por exemplo, se utilizam de blocos de dados os quais, uma vez fechados em transações encerradas, vão diretamente para um banco de dados permanente. Quando houver nova transação, novo bloco protegido é criado, e assim funciona a corrente de blocos,ou Blockchain, que nada mais é que uma poderosa ferramenta de proteção de dados e de transações de mercado realizadas no ambiente digital de um empreendimento.

Assim, a base permanente de dados gera consenso e confiança por comunicação direta entre duas partes, sem intermediários ou terceiros, de forma pública, universal e compartilhada.

Conheça mais detalhes do processo

Blocos são adicionados de modo linear e cronológico à Blockchain, ou corrente. Cada nó (dispositivo conectado à rede para transmissão de dados e transações) obtém uma cópia da Blockchain ao ingressar na rede.

Durante todo o processo, a Blockchain recebe informações completas sobre endereços e saldos de todos os blocos, seja o bloco gênese (o primeiro, o de origem) ou outro bloco criado recentemente.

A Blockchain é utilizada hoje como prova de todas as transações entre grandes negócios, incluindo a rede Bitcoin, e por isso é considerada a principal inovação tecnológica atualmente, em termos de segurança com histórico. Com o nascimento do Blockchain, é cada vez mais comum a utilização de bancos de dados distribuídos. E mais: suas aplicações estão ganhando diversas frentes distintas.

Aqui na TecnoVix, possuímos experiência em desenvolvimento na área de finanças, utilizando o Blockchain para carteiras (wallets), transferências peer-to-peer (entre usuários em intermediação), tudo da forma mais segura e veloz que a tecnologia atual pode oferecer, especialmente se comparada aos métodos tradicionais.

Breve histórico da Blockchain como conceito

Para definirmos a Blockchain, é necessário antes entender para qual propósito ela surgiu e para quais finalidades ainda não citadas ela pode também ser aplicada.

Um dos grandes problemas atuais são as redes de negócios, que costumam ter a eficiência comprometida em vários aspectos, visto que cada participante da rede mantém registros ou um registro de todas as transações entre todas as partes com as quais o negócio interage. Este processo se torna oneroso e gera muito mais esforço para ser executado, visto que depende de vários intermediários.

Podemos observar que as empresas nunca operam isoladamente. Elas sempre operam juntas a outro negócio, seja com governos, bancos, ou outras organizações dentro dos nichos de mercado. É desta maneira que a riqueza é gerada, utilizando fluxo de bens e serviços por toda a cadeia de negócios.

A Blockchain surgiu nesse contexto, como uma solução para ampliar a eficiência nas operações dessas transações entre empresas.Ela permite a todos os participantes da rede verem um único sistema de registro ou razão. Sendo assim, as empresas podem se beneficiar de uma transferência mais eficiente e menos complexa de bens e serviços.

Blockchain para negócios

Existem quatro principais características que possibilitam que um mercado emergente floresça de forma exponencial e criativa. São elas: contrato inteligente, livro compartilhado, serviços de privacidade e confiança.

Se pensarmos no que a Blockchain pode oferecer, para além de focarmos no que ela é propriamente, podemos descobrir diversos novos negócios... Quem sabe você não descobre o próximo unicórnio digno de inveja do vale do silício?