Site icon Tecnovix Soluções Inteligentes

Vender online: vantagens e desvantagens do e-commerce

Vender online vantagens e desvantagens do e-commerce

Muitos empresários acompanham a popularização acelerada da internet e se perguntam sobre as vantagens e desvantagens do e-commerce. É muito importante compreender bem o atual cenário e investir com precisão nas vendas online. Se você quer levar a sua empresa para a internet, informe-se e entenda efetivamente as vantagens e desvantagens do e-commerce. Através de artigos como esse, é possível compreender melhor os pontos positivos e negativos das vendas online, tornando o seu investimento nesse segmento mais seguro e eficiente.

Já há alguns anos que vivemos na chamada Era Digital. Os mecanismos tecnológicos e digitais se tornaram parte fundamental do cotidiano dos indivíduos e das empresas no Brasil e no mundo.

Atualmente, é evidente o protagonismo do ciberespaço, esse espaço arquitetado a partir de estruturas digitais e virtuais. Nesse ciberespaço as pessoas socializam, buscam informações e também compram produtos e serviços.

Decerto, na nossa atual conjuntura, as empresas precisam investir cada vez em tecnologia e entender que internet pode ser um lugar de oportunidades.

Por exemplo, uma empresa – através da internet – pode ampliar significativamente as suas vendas, (sobretudo, nesse período de isolamento social). Para ter sucesso nessa empreitada é preciso analisar bem as vantagens e desvantagens do e-commerce.

A quantidade de pessoas com acesso frequente à internet só aumenta no mundo

O número de pessoas com acesso à internet tem crescido a cada ano no Brasil e em diversos países do mundo. O que há algum tempo era considerado um luxo, hoje já é algo absolutamente presente no cotidiano de milhões de pessoas em todo planeta.

De acordo com uma matéria publicada na editoria de Economia do Portal UOL, em 2019, o total de internautas no mundo alcançou a incrível marca de 3,9 bilhões, o que representa – aproximadamente – 51% da população mundial.

Essa matéria foi elaborada a partir de um estudo da União Internacional de Telecomunicações (UIT). O texto afirma que – com essa quantidade gigantesca de internautas – em apenas um minuto são realizadas 3,8 milhões de buscas no Google e 1 milhão de logins no Facebook. Bem como, são baixados mais 390 mil aplicativos nas duas principais lojas virtuais. Nesse curto intervalo de tempo também são enviadas quase 42 milhões de mensagens no WhatsApp e no Messenger, e 87 mil tuítes.

Portanto, é evidente que há uma atividade muito intensa na internet e isso – certamente – pode ajudar as empresas a expandirem seus negócios. Os recursos digitais devem ser valorizados e explorados com inteligência pelas organizações empresariais no Brasil e no mundo.

Por conta disso, estamos presenciando um forte investimento na criação de sites e no desenvolvimento de lojas virtuais.

A maioria dos brasileiros está conectada à internet

No Brasil, o número de internautas também cresce de forma acelerada – assim como – a quantidade de empresas que atuam através de plataformas online.

Segundo informações divulgadas no site G1, o Brasil já tem quase 130 milhões de internautas e a tendência desse número é de crescimento. Ou seja, a maioria da população brasileira já tem acesso efetivo à internet e boa parte dessas pessoas já adota – com uma frequência considerável – práticas de consumo no chamado ciberespaço.

Certamente, as empresas precisam acompanhar de perto esse movimento e ocupar – cada vez mais – os espaços virtuais. Através da internet é possível não só ampliar bastante a venda de produtos e serviços, mas – também – aproximar o cliente da empresa.

Já há algum tempo que as compras online caíram no gosto do brasileiro. O número de transações comerciais pela internet cresce a cada ano no Brasil.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo NZN Intelligence, mais de 80% dos internautas brasileiros já realizaram pelo menos alguma compra pela internet (37% compram produtos e serviços online mensalmente).

Esse mesmo estudo ainda afirma que – por conta de questões como rapidez, preços baixos, e comodidade – 74% dos consumidores brasileiros preferem realizar as suas compras através da internet.

Sendo assim, é óbvio que as empresas não podem ignorar esse forte mercado. Pelo contrário, devem investir bastante nesse segmento que continua em intensa expansão.

Contudo, é sempre importante lembrar que, para ter sucesso nas vendas online, é imprescindível conhecer as vantagens e desvantagens do e-commerce.

As diversas e contundentes vantagens do e-commerce

Diante desse cenário de flagrante expansão do mercado online, é claro que as empresas precisam valorizar e explorar o e-commerce para otimizar as suas vendas.

Com certeza, o grande número de clientes em potencial presentes na internet e dispostos a realizarem compras através dessa plataforma é uma das grandes vantagens de se investir no e-commerce. Ou seja, através da internet é possível ampliar consideravelmente o volume financeiro da empresa. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que – em 2020 – as vendas online no Brasil movimentarão cerca de 106 bilhões de reais (um aumento de 18% em comparação com o ano de 2019).

Entretanto, há uma série de outras vantagens do e-commerce que devem ser sublinhadas. Por exemplo, a comercialização de produtos e serviços por meio da internet representa uma grande facilidade e comodidade para a clientela, que pode pesquisar diferentes modelos e efetuar a compra sem sair de casa.

Através das lojas online é possível reduzir gastos com locação, energia e outros custos operacionais altíssimos das lojas físicas. Com o e-commerce, é possível até reduzir os gastos com pessoal. Essa economia pode garantir uma boa margem para o empresário reduzir o preço final dos produtos e atrair um número bem maior de interessados.

Sem dúvida, por meio das plataformas digitais as empresas podem expandir muito o seu alcance. Através da internet é possível vender para consumidores de todo Brasil e até mesmo de outros países. Além de manter o funcionamento do serviço 24h por dia, sete dias na semana.

Nesse sentido, vale lembrar que nas plataformas de e-commerce também é viável o monitoramento preciso e eficiente das movimentações financeiras – bem como – da atividade dos clientes.

Ou seja, por meio de ferramentas digitais podemos identificar os produtos mais procurados, os horários mais movimentados do site, o número total de visitas (e a quantidade de compras efetivadas). Através desses recursos, é possível otimizar a interação com os clientes.

Há também, as desvantagens do E-commerce

É um fato que – apesar dos benefícios relevantes – também existem importantes desvantagens nas plataformas de vendas online.

Por exemplo, no e-commerce não é possível oferecer o mesmo atendimento diferenciado das lojas físicas, onde os vendedores estão à disposição dos clientes para dialogar sobre o produto.

Além disso, na internet também não é possível avaliar com a mesma precisão as características dos modelos desejados, o que afasta muitos consumidores do e-commerce.

Um problema comum nas lojas online é em relação à logística, que precisa ser muito bem estruturada e acompanhada. Qualquer erro na logística pode comprometer a operação de forma contundente.

Outras desvantagens do e-commerce é o frete, que muitas vezes é bem caro e demorado. Alguns produtos levam bastante tempo para chegar até a casa do consumidor.


Gostou desse conteúdo? Agora já sabe as Vantagens e as desvantagens do E-commerce, acesse nosso blog e confira mais sobre lojas virtuais!

Sair da versão mobile