Você sabe a diferença entre ECommerce e loja virutal? Entenda!

Neste post, entenda a diferença entre Ecommerce e loja online. Descubra como alinhar e otimizar estes conceitos para vender mais.
interface
Compartilhar postagem
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Sumário

Você sabe qual é a diferença entre ecommerce e loja virtual? Olhando de forma mais superficial, estes termos parecem a mesma coisa. Porém, existem algumas diferenças importantes entre eles, especialmente no momento da criação de sites e da estratégia de vendas online.

Então, se você também tem esta dúvida, este post tem a resposta! Entenda o que é cada um deles, e como ter mais sucesso na sua empresa.

O que é a loja virtual e o ecommerce?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é a loja virtual, visto que este conceito é mais simples. Resumidamente, é uma vitrine, um local em que o vendedor digital expõe seus produtos. Portanto, é o site em que o cliente entra, coloca o produto no carrinho de compras, seleciona o pagamento e fecha a compra.

Mas, este não é o e-commerce? Na verdade, não. O ecommerce é o comércio eletrônico, de acordo com a sua tradução, e é todo o ambiente para vendas online.

Ou seja, ele inclui uma loja virtual, mas também um marketplace, ou o uso das redes sociais. Dentro do e-commerce, entram conceitos como o marketing digital, por exemplo, para a geração de leads.

Em resumo, este conceito é mais completo e inclui tudo que você precisa para fazer vendas online – inclusive a loja virtual.

Qual é a diferença entre a loja virtual e o ecommerce?

Com estes dois conceitos mais claros, consequentemente, fica mais fácil entender a diferença entre eles. O ecommerce é a estrutura completa, enquanto a loja virtual é a vitrine, o ambiente em que o cliente de fato compra os produtos.

Fazendo uma analogia com o comércio e a loja física, fica ainda mais fácil entender a diferença. Você já sabe o que é a loja física, não é? É o prédio em que o cliente compra os produtos. Por outro lado, o comércio é a loja física, mais todo o processo necessário para a venda.

Como ter um ecommerce com loja virtual?

Portanto, ao abrir um ecommerce, o empreendedor acaba normalmente pensando em criar uma loja virtual. Ele cria o seu site para vendas online, e dá o trabalho como feito.

Porém, não é simples assim. Como vimos acima, a loja virtual é apenas uma parte do trabalho mais completo.

Atualmente, é muito fácil criar uma loja virtual grátis. Porém, enquanto esta é importante, o gestor precisa pensar em como criar a estrutura completa do ecommerce. Ele precisa construir também uma audiência, entendendo se existe uma alta demanda pelo seu produto. Ou seja, precisa captar leads.

Como dar os primeiros passos para abrir um?

Portanto, para abrir um e-commerce, é preciso dar certos passos importantes. Para entender melhor quais são eles, vamos voltar a nossa analogia da loja física. Imagine que o gestor está abrindo a loja, e constrói um belíssimo espaço. Porém, ele não considera muito o local, e constrói em um lugar em que praticamente ninguém passa. A loja é um fracasso, pois não consegue atrair público.

No e-commerce o desafio é o mesmo. Você precisa atrair pessoas para visitar a sua loja. Ou seja, os maiores segredos para ter sucesso nesta iniciativa são tráfego e conversão. Felizmente, com o marketing digital existem muitas formas de alcançar estes objetivos.

Antes de mais nada, é uma boa dica, além da sua loja virtual, ter uma presença em um marketplace. Estes sites são enormes, e ajudam a trazer um certo tráfego para a sua loja própria, além de ser um canal de vendas para seus produtos.

O mesmo se aplica às redes sociais. Contudo, o marketing digital é uma das maiores ferramentas para vender online.

Como fazer o marketing digital?

Felizmente, existem inúmeras estratégias para fazer o marketing digital. Como dito acima, o objetivo é atrair tráfego para sua loja virtual, mas também garantir que eles se transformem em leads e, finalmente, em clientes.

Ou seja, o foco é na conversão. Afinal, não adianta os clientes visitarem a loja sem comprar nada. Na prática, você precisa ter algumas preocupações no momento da criação de um site para sua empresa.

Um exemplo crucial é ter uma loja que seja bem adaptada para o mobile. Afinal, grande parte das experiências de compra acontece pelo smartphone. Logo, se o seu site não for bem adaptado para este dispositivo, você perde muitas vendas.

Além desta preocupação, existem diversas outras que você pode ter para aumentar sua conversão e o tráfego, como:

  • Google Ads;
  • SEO;
  • Remarketing;
  • Redes sociais;
  • E-mail marketing;
  • Marketing de conteúdo.

Todos estes são termos que os gestores devem conhecer, de modo a atrair mais pessoas para sua loja online e potencializar seu ecommerce. Agora que você já sabe a diferença entre estes conceitos, confira nossos conteúdos complementares para tornar os resultados ainda melhores.


A sua empresa pode ir mais além com as dicas que nós demos!
Aproveite as dicas e confira nosso outro artigo para aprimorar sua loja virtual!
Caso queira ler outros textos para ajudar a sua empresa, acesse nosso blog e confira!

CONTINUE LENDO
Postagens Relacionadas