Pandemia, da recessão pode surgir uma oportunidade?

Apesar de estarmos vivendo um delicado momento complexo de uma pandemia, as pessoas ainda buscam entretenimento, comida e bate papo!
interface
Compartilhar postagem
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Sumário

Já faz alguns meses que o já conhecido Coronavírus começou a chamar a atenção da OMS pelo fato dele ter sofrido uma mutação que lhe permitia infectar humanos. Sua rápida disseminação logo deixou autoridades alarmadas. Os primeiros casos da infecção em humanos pelo COVID-19 ocorreram em Wuhan, cidade chinesa que, em seu pico de infectados, teve em torno de 14 mil casos. O COVID-19 se espalhou muito rápido,levando nações de todo o mundo a se isolarem. A situação hoje é delicada e os  governantes estão se vendo obrigados a tomarem ações drásticas, como obrigar cidadãos a ficarem em quarentena, o fecharem de fronteiras e a interromper o comércio internacional, mesmo gerando grandes perdas à economia mundial.

Que o Covid-19 nos pegou de surpresa, não há dúvidas. Ele tem preocupado a nossa sociedade de tal maneira que obrigou muitas empresas a agirem para minimizar os danos a saúde pública, adotando medidas que, por um lado, auxiliam no combate contra a pandemia mas, por outro, causam enormes prejuízos econômicos.

Pandemia, uma oportunidade peculiar para o comércio eletrônico

A OMS e os governos estão preocupados com a saúde da população, sendo obrigados a estabelecer medidas para a contenção do vírus e a diminuição da proliferação da doença.  Saúde é a prioridade máxima nesse momento e isso é indiscutível. Porém,  não se pode negar que essas medidas estão impedindo a circulação de pessoas  e o consumo de forma geral, fazendo com que comércio tradicional fique impedido de gerar lucros e crescer. Bares, escolas, restaurantes, academias, cinemas, teatros e inúmeros outros serviços que “aglomeram pessoas” estão deixando de funcionar (ou sendo obrigados a isso). Esses serviços movimentam uma grande parte do nosso comércio varejista e tal situação irá impactar diretamente a economia do país nesse ano.

Mas, por outro lado, um ramo  específico de atividade tem crescido justamente por causa da pandemia de Covid-19: o comércio eletrônico e os serviços online! Os negócios mediados pela tecnologia, que já vinham  crescendo de forma constante nos últimos anos,  agora experimentam um aumento considerável de consumidores graças ao confinamento (forçado ou não) das pessoas em suas casas.

Serviços online: uma saída estratégica

As pessoas estão ficando em suas casas e estão evitando sair, de fato. Mas isso não necessariamente significa que elas estão deixando de consumir. Mesmo no meio de uma pandemia, as pessoas buscam entretenimento, comida e interação social! Assim, serviços como streaming, delivery e gaming estão atingindo um patamar de vendas nunca visto. De acordo com o Verizon,só nos Estados Unidos o serviço de Gaming teve um crescimento de 75%  durante seu horário de pico na primeira semana de Quarentena. A Amazon, maior rede de varejo online do planeta, vem reforçando seu equipe e anunciou a contratação de 100 mil funcionários. Serviços e produtos relacionados às necessidades básicas, como alimentação, também tendem a crescer nesses momentos: iFood, Rappi, Uber Eats vêm registrando aumento significativo de pedidos nas últimas semanas.

O fato é que estamos passando por uma transformação. O público agora está percebendo que o serviço online pode ser seguro, rápido e prático. E é aí que entra a oportunidade, um solo perfeitamente fértil para desenvolver um aplicativo ou um site com um bom serviço de vendas online, que traga resultados para os negócios também depois que essa pandemia terminar.

Ou seja, desenvolver um site ou desenvolver um aplicativo nunca foi tão oportuno. As pessoas buscam cada vez mais por aplicativos e lojas virtuais de todos os seguimentos. Se você já tem uma loja fixa ou um escritório para atender clientes, dê a eles a oportunidade de continuarem a serem atendidos por você, aconteça o que acontecer!

É uma pandemia, mas calma lá!

Apesar da situação parecer alarmante, não podemos entrar em pânico. O COVID-19 é, de fato, um vírus muito perigoso, entretanto, as medidas que estão sendo tomadas pela OMS estão sendo efetivas. As pessoas estão se conscientizando e nunca houve uma mobilização tão grande para combater um vírus. A cidade de Wuhan, por exemplo, já diminuiu o número de novos infectados para menos de 10% se comparado ao seu pior momento.

As medidas de contenção da pandemia tem mostrado resultados, e logo esse momento delicado irá passar.

A conscientização sobre a higiene é muito importante nesse momento, mas também precisamos nos conscientizar de que o futuro (e o presente) do comércio é online. Pense nisso!

Se quiser trocar uma ideia com a gente sobre como virtualizar seu negócio, é só chamar! Vamos marcar uma conversa, (por Skype, porque também estamos nos protegendo)  =)

Fonte: https://www.hollywoodreporter.com/news/gaming-usage-up-75-percent-coronavirus-outbreak-verizon-reports-1285140

CONTINUE LENDO
Postagens Relacionadas